Laudos Técnicos

30 de setembro de 2012

L.T.C.A.T. – (Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho)

Reuni dados sobre as atividades e condições de trabalho dos empregados. Tem por finalidade cumprir as exigências da legislação previdenciária – artigo 58 da Lei 9.528 de 10/12/1997, dar sustentabilidade técnica às condições ambientais existentes na empresa e subsidiar o enquadramento de tais atividades.

Laudo de Insalubridade e Periculosidade

Esse laudo apontará setorialmente, quais as atividades que podem ser classificadas como perigosas e insalubres. Após a constatação da existência de tais situações, serão propostas medidas que poderão eliminar condições insalubres ou perigosas, neutralizando a ação do agente insalubre ou eliminando a causa da periculosidade, legalmente equiparado nas NR-15 e NR-16 da portaria 3214/78.

Laudo de Condições Inseguras

Analisa e aponta condições inseguras e a forma de corrigí-las de modo preventivo, eliminando pontos estratégicos de acidentes do trabalho.

L.R.A. (Laudo de Riscos Ambientais)

Rigorosa análise quantitativa e qualitativa dos agentes ambientais, bem como, das proteções disponíveis e utilizadas até o momento pela empresa e proposição de recomendações para correção.

 Laudo de Resistência Ôhmica nos Pontos de Aterramento

Esta a NBR 5419 e NR 10 que fixa as condições exigidas ao elaborar o projeto, instalar e fazer manutenção de sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) das estruturas definidas, bem como das pessoas. Aplica-se a estruturas comuns utilizadas para fins comerciais, industriais, agrícolas administrativos e residenciais, também para estruturas especiais.

Laudo de ruído em áreas habitadas

A avaliação de ruído é feita em função das normas NBR 10151 – Avaliação do ruído em áreas habitadas e NBR 10152 – Nível de ruído para conforto acústico, no qual será informado o Nível de Pressão Sonora existente ao redor da empresa, de acordo com a área onde a empresa está localizada, podendo ser residencial, mista ou industrial.

 

Anúncios

Avaliações Ambientais do Trabalho

30 de setembro de 2012

Avaliações Ambientais do Trabalho.


Avaliações Ambientais do Trabalho

30 de setembro de 2012

RUÍDO, ILUMINAÇÃO, GASES E VAPORES, EMPOEIRAMENTO E AMBIENTE TÉRMICO

O BERNARDES realiza um conjunto de ensaios para a quantificação de agentes químicos e físicos presentes nos locais de trabalho, possuindo um conjunto variado de equipamentos de medição, o que lhe permite uma grande diversidade e flexibilidade na prestação de serviços nesta área de intervenção.

Aplicamos em nossos serviços e no atendimento aos clientes as melhores metodologias e procedimentos, tais como: normas técnicas da Fundacentro e ABNT, normas regulamentadoras Trabalhista/Previdenciária e normas internacionais (ACGIH, OSHAS, NIOSH, AIHA, etc).

RUÍDO OCUPACIONAL

Este ensaio contempla a medição dos níveis de ruído nos postos de trabalho e a avaliação da exposição dos trabalhadores ao ruído com base no Decreto-Lei 182/2006.

ILUMINAÇÃO

Este ensaio contempla a medição dos níveis de iluminância nos postos de trabalho, com base na Norma ISO 8995, e a verificação da adequabilidade dos níveis de iluminação existentes ao tipo de atividades realizadas em cada posto de trabalho.

GASES E VAPORES

Estes ensaios contemplam a medição dos níveis de gases e vapores orgânicos e inorgânicos nos postos de trabalho (compostos orgânicos voláteis e muito voláteis, hidróxido de sódio, peróxido de hidrogénio, cloro, dióxido de carbono, monóxido de carbono, etc.), de forma a comparar os resultados obtidos com os valores limite de exposição (VLE) referidos na legislação e/ou normalização aplicável.

EMPOEIRAMENTO

Este ensaio contempla a medição dos níveis de poeiras nos postos de trabalho (poeiras de algodão, poeiras totais, poeiras respiráveis, sílica, poeiras metálicas, etc.), e a comparação dos resultados obtidos com os valores limite de exposição (VLE) definidos na legislação e/ou normalização aplicável.

AMBIENTE TÉRMICO

Este ensaio contempla a medição das condições ambientais nos postos de trabalho (temperatura do ar, temperatura úmida, temperatura do globo e velocidade do ar), de forma a determinar o WBGT (parâmetro utilizado para avaliar o conforto térmico de trabalhadores expostos a ambientes quentes), com base nas normas ISO 7243, ISO 7726 e ISO 9920.

INFORMAÇÕES

Rubinei Bernardes
(91) 3226 – 1922 | (91) 8109-1364 (tim) |  (91) 9135-4034 (vivo)
Rod. Augusto Montenegro, Gleba 3, nº 151, sala 101.
http://www.bernardesst.com.br
e-mail: contato@bernardesst.com.br


Consultoria técnica com contrato mensal

30 de setembro de 2012

Objetivo

O objetivo deste contato é apresentar os serviços de assessoria e consultoria com pagamento mensal, uma ótima opção para empresa que não se enquadram na NR 04, ou seja não precisam contratar técnico de segurança do trabalho.

Dentro do pacote mensal inclui os seguintes serviços:

REALIZAR AUDITORIA, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO NA ÁREA DE SEGURANÇA  DO TRABALHO.

Diagnosticar condições gerais da área de SST; Analisar tecnicamente as condições ambientais de trabalho; Comparar a situação atual com a legislação; Participar de reforma e elaboração de normas e procedimentos; Administrar dificuldades de implantação de procedimentos.

 IDENTIFICAR VARIÁVEIS DE CONTROLE DE DOENÇAS, ACIDENTES, QUALIDADE DE VIDA E MEIO AMBIENTE.

 Utilizar metodologia científica para avaliação;  Elaborar e participar de laudos ambientais;   Avaliar procedimentos de atendimentos emergenciais;   Registrar procedimentos técnicos;  Supervisionar procedimentos técnicos;   Emitir parecer técnico;

DESENVOLVER AÇÕES EDUCATIVAS NA ÁREA DE SST.

Identificar as necessidades educativas em SST; Interagir com equipes multidisciplinares; Difundir informações; Utilizar métodos e técnicas de comunicação; Avaliar ações educativas de segurança e saúde; Participar dos programas de humanização do ambiente de trabalho.

PARTICIPAR DE PERÍCIAS E FISCALIZAÇÕES.

Interagir com os setores envolvidos; Propor medidas e soluções; Acompanhar processos nas diversas esferas judiciárias.

Entre outros serviços a sua disposição.

Solicite Já seu orçamento!


Resgate em Altura

30 de setembro de 2012

Objetivo

Capacitar os participantes a realizar Salvamento em ambientes caracterizados como trabalho em alturas e locais de difícil acesso, reconhecendo e manuseando os materiais e equipamentos com absoluta confiança e segurança.

Carga Horária: 16h

Público Alvo: Profissionais e Supervisores de Trabalho em Altura; Brigadistas de Emergência; Técnicos de Manutenção Eletrotécnica; Técnicos de Telecomunicações; Técnicos de Segurança do Trabalho; Profissionais da Área de Segurança; Pessoas que tenham interesse em estar preparadas frente a uma emergência.

O treinamento poderá ser realizado de segunda a sábado no horário das 07 h às 22 h. Cursos agendados aos domingos ou nos horários das 22 h às 07h terão acréscimo de 15% no valor proposto.
A escolha das datas deve ser feita com no mínimo 10 (dez) dias de antecedência, ficando sua aprovação sujeita a disponibilidade dos instrutores da  BERNARDES.
Cancelamentos não terão custos, se feitos com 72 horas de antecedência.


Comissão Interna de Prevenção de Acidente – CIPA

30 de setembro de 2012

Objetivo

CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes,atualizada pela Portaria nº 8/99 e retificada em 12.07.1999, hoje vislumbrada mais facilmente, na Norma Regulamentadora 5 – NR 5, é um dos importantes mecanismos de prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, com objetivo de tornar compatível o trabalho com a preservação da integridade física e a saúde do trabalhador.

Carga Horária: 20h

Público Alvo: Pessoas que tenham interesse em participar da comissão interna de prevenção de acidente nas organizações.

O treinamento poderá ser realizado de segunda a sábado no horário das 07 h às 22 h. Cursos agendados aos domingos ou nos horários das 22 h às 07h terão acréscimo de 15% no valor proposto.
A escolha das datas deve ser feita com no mínimo 10 (dez) dias de antecedência, ficando sua aprovação sujeita a disponibilidade dos instrutores da  BERNARDES.
Cancelamentos não terão custos, se feitos com 72 horas de antecedência.


NR 35 Trabalho em Altura

30 de setembro de 2012

                                                                                                                                                                       

Objetivo

Reconhecer os riscos relacionados as atividades de “trabalho em altura”;
Identificar as exigências normativas referentes a segurança nos trabalhos em altura; Estabelecer os procedimentos necessários a realização dos trabalhos em altura, visando garantir a segurança pessoal e coletiva.

Carga Horária: 8h

Público Alvo: Profissionais e Supervisores de Trabalho em Altura;  Brigadistas de Emergência; Técnicos de Manutenção Eletrotécnica;Técnicos de Telecomunicações;Técnicos de Segurança do Trabalho;Profissionais da Área de Segurança;Pessoas que tenham interesse em estar preparadas frente a uma emergência.

O treinamento poderá ser realizado de segunda a sábado no horário das 07 h às 22 h. Cursos agendados aos domingos ou nos horários das 22 h às 07h terão acréscimo de 15% no valor proposto.
A escolha das datas deve ser feita com no mínimo 10 (dez) dias de antecedência, ficando sua aprovação sujeita a disponibilidade dos instrutores da  BERNARDES.
Cancelamentos não terão custos, se feitos com 72 horas de antecedência.


%d blogueiros gostam disto: